Deixando a timidez de lado para retribuir e distribuir “simpatia”!

Dê 3 cliques com o botão direito, role a barra de rolagem do seu navegador 2 vezes de cima pra baixo, abra e feche esta página 4 vezes e espere até o fim da noite de hoje para ganhar uma viagem com acompanhante para Dubai!

Não! Não é desse tipo de simpatia que vamos falar! (Risos) Essa publicação, curtinha até, tem o interesse de compartilhar situações surpreendentes e inesquecíveis vividas com pessoas desconhecidas e, também dizer para aqueles que ainda pensam que fazer viagem sozinho é chato e entediante, que você pode tornar sua viagem cheia de boas memórias que vão além de fotografias. Basicamente neste blog eu vou escrever sobre minhas experiências de viagens mas nada impede que eventualmente a gente publique textos sobre outros assuntos.
Então vamos lá! Você precisa estar atento a todos os detalhes, abrir a mente e o coração pra receber coisas novas!Eu sempre fui e, de certa forma continuo sendo tímida, mas descobri que quando preciso, eu posso e devo ativar o modo “sem-vergonha” por questão de sobrevivência! Na minha primeira viagem completamente sozinha, aos 27 anos, {sim… Antes tarde do que nunca}, decidi encarar o desafio de conhecer outro país e resolvi começar pela Argentina, “pertinho” de casa e, o primeiro país da minha listinha de desejos…Tinha uma vontade enorme de ver pessoalmente aquele clima mágico e envolvente do Tango argentino, usar roupas de inverno tomando chocolate quente em um restaurante de esquina bacana apreciando o movimento nas ruas, vendo gente gringa e bonita! Eu não contratei nenhum serviço de agências de viagem ou algo do tipo, nessa minha aventura eu fiz tudo por conta própria e adorei ver o resultado de uns “zeros” a menos no total dos gastos. Fiz reserva online do albergue onde estive hospedada por 5 dias, busquei na internet um serviço de traslado confiável que fica no aeroporto e deixei pra tocar moeda lá pois, já tinha um cartão pré-pago com dólares que comprei no Brasil. Na época foi super vantajoso mas isso já tem 4 anos e hoje eu recomendo que evite usar esse tipo de cartão das agências de câmbio já que os juros praticados pelo governo brasileiro estão custando ‘os olhos da cara’, melhor mesmo é levar o dinheiro em espécie ou dependendo do país que você for, deixar pra trocar lá.

Enfim, depois de ter finalmente chegado no albergue, feito check in e tudo mais, eu dividiria o quarto com mais 6 meninas e pra minha surpresa a primeira pessoa que entra no quarto era uma brasileira loira e alta, que faria de mim nos próximos 5 dias a parceira de andanças, de descobertas e de cumplicidade. Dali nasceu uma amizade que guardo com muito carinho até hoje, era nossa primeira viagem internacional, primeiro carimbo no passaporte! Era nossa primeira coisa em comum! Cinco minutos de conversa e já éramos amigas desde a infância! Haha…A timidez não deve ter vez quando se quer explorar o novo, a Gi é paulistana gente boa, se não fosse torcedora do Corinthians, melhor ainda seria! (brincadeira, risos). Foi a primeira de muitas amizades que fiz mundo a fora! Com ela eu também paguei o jantar mais caro de até então, $380 e poucos pesitos para jantar cheia das ‘fineza’ e assistir a um espetáculo de Tango. Não me arrependo de nada, ter arriscado ou extrapolado, fez valer cada minuto dos meus dias ali… Tudo depende da gente! Uma conversa no avião, pra matar o tempo de uma viagem longa, uma carona com com colegas de quarto pra dividir despesas de transporte, uma ajudinha para aquela pessoa que está com problemas de se comunicar em outro idioma, etc… são muitas formas de sermos surpreendidos durante uma viagem! Agora é claro, não é pra sair por aí com qualquer um, esteja sempre atento nos detalhes, não deixa de ser perigoso andar com alguém que você nunca viu! E antes de combinar qualquer coisa, bata um papo com a pessoa e tente ao máximo saber mais sobre ela. Aproveite cada gesto, cada sorriso que você vir por aí, e não se esqueça de retribuir e distribuir simpatia por onde passar! Beijos e desejo que encontrem muitas Giseles, Marléns, Davis, Verônicas, Ruths, Matts, Bexs, Sônias, Sérgios, Aylas, Fábios, Rodrigos, Irenes, Thaíses..

Advertisements

4 thoughts on “Deixando a timidez de lado para retribuir e distribuir “simpatia”!

  1. ¡Gracie, qué gusto leerte (intentarlo al menos… jajajaja)! Ese también fue un viaje maravilloso para mí. ¡Un gusto haber coincidido en la vida, ojalá suceda de nuevo! Como dice la canción: Tantos siglos, tantos mundos, tanto espacio… ¡Y coincidir!

    Like

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

w

Connecting to %s